Ambiente de Marketing: variáveis microambientais

O Microambiente de Marketing é onde podemos encontrar as chamadas Variáveis Controláveis, que são forças competitivas sobre as quais a empresa mantém um controle direto, ou seja, são variáveis que dependem diretamente de sua competência e da qualidade da sua ação.

É composto por forças que exercem influências mais próximas à atuação das empresas e afetam diretamente sua capacidade de entender e atender seus clientes. As forças que interagem no Microambiente geram os pontos fortes e pontos fracos de uma empresa, marca ou produto em relação a sua atuação no mercado.

São consideradas controláveis por fazem parte do ambiente interno de uma organização e dependem diretamente de sua competência e na qualidade de sua atuação.

A) Composto de Marketing ou Marketing Mix

São todas as forças ligadas ao relacionamento da empresa com o mercado em suas diversas interfaces.

A atuação da empresa no mercado é composta de ações e estratégias relacionadas a: Produto, Preço, Ponto de Distribuição e Promoção.

Se a empresa administra bem seu Composto de Marketing, pode dizer que tem um ponto forte, senão, tem um ponto fraco.

B) A empresa e seus departamentos

A forma como a empresa organiza seus departamentos e a eficiência que cada um consegue em sua atuação geram pontos fortes e pontos fracos.

  • Alta administração, Finanças, Compras, Produção, Contabilidade, Tecnologia, Atendimento etc.
  • Métodos de produção.
  • Canais de atendimento ao cliente.
  • Opções de pagamento e formas de cobrança.
  • Política de atualização tecnológica.

Se a empresa organiza bem sua gestão, montando a estrutura da empresa de maneira correta e eficiente, pode dizer que tem um ponto forte, senão, tem um ponto fraco.

C) Os fornecedores

A escolha dos melhores fornecedores e a conquista de melhores condições junto a eles é fundamental para que a empresa melhore seus pontos fortes.

Por outro lado, fornecedores descompromissados são frequentemente causa de fraquezas na atuação das organizações.

  • Qualidade do que oferecem.
  • Preços que praticam.
  • Participação da empresa nas vendas de cada fornecedor.
  • Participação de cada fornecedor nas compras totais da empresa.

Se a empresa tem facilidades de negociação, boa qualidade de matéria prima e prazos de entrega competitivos, pode dizer que tem um ponto forte, senão, tem um ponto fraco.

D) Os Intermediários

São aqueles que ajudam a empresa a promover, vender e distribuir seus produtos aos consumidores finais.
Assim como os fornecedores, uma boa articulação destes intermediários garante à empresa o fortalecimento de sua atuação no mercado.

São exemplos de Intermediários de Marketing:

  • Agências de propaganda,
  • Bancos e entidades financiadoras,
  • Transportadoras, distribuidores, varejistas, etc.

Se a empresa administra bem sua relação com os intermediários, pode dizer que tem um ponto forte, senão, tem um ponto fraco.

E) Os Clientes

Estão no centro do pensamento estratégico das empresas de sucesso em Marketing. Possuem hábitos de consumo que mudam com o tempo. Conferem grau de importância diferente aos diversos produtos e serviços que lhes são ofertados.

Embora alguns de seus valores não possam ser controlados pelo Marketing, a possibilidade de comunicação direta com ele permite estabelecer um vínculo de confiança capaz de representar vantagens competitivas para a empresa.

Se a empresa administra bem sua relação com os clientes, pode dizer que tem um ponto forte, senão, tem um ponto fraco.

F) Os Concorrentes

As ações de Marketing devem visar as necessidades e os desejos dos consumidores-alvos.

Contudo, devem fazer isso de modo a alcançar vantagens estratégicas, posicionando suas ofertas contra as de seus concorrentes na mente dos consumidores. Para conquistar o mercado a empresa deve apresentar soluções:

  • Melhores que as do concorrente
  • Antes que o concorrente
  • Com preço e distribuição mais adequados que os do concorrente.

Se a empresa administra bem sua relação com os concorrentes, evitando guerras de preços, por exemplo, pode dizer que tem um ponto forte, senão, tem um ponto fraco.

G) Os Stakeholders

São pessoas ou grupos de pessoas impactados pelo negócio da empresa ou que têm potencial para interferir em seu processo. Por exemplo:

  • Financeiros (bancos);
  • Mídia (veículos de comunicação)
  • Sócio-ambientais (ONGs)
  • Governo (ministérios, secretarias, prefeituras)
  • Interno (empregados, familiares, diretores)

Se a empresa administra bem sua relação com os stakeholders, por exemplo mantendo a imprensa bem informada sobre sua atuação, pode dizer que tem um ponto forte, senão, tem um ponto fraco.

This entry was posted in Marketing. Bookmark the permalink. Trackbacks are closed, but you can post a comment.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>